quinta-feira, março 29, 2007

DONA MORTE

Existe apenas na cabeça de ocidentais, principalmente na de linguísticos pós-modernos e desconstrutivistas transformados em estado, ou seja, o PT. Mas isso é outra história.

Fulano morreu, cicrano foi morto. Verbo estranho. Morrer. Eu morro, tu morres, ele morre, nós morremos e eles morrem e vão para o inferno, os Petistas, hehehe.

Mas o verbo mesmo me é estranho. Não é bem um verbo, morrer. Como é que alguém pode morrer? Eu não vou morrer, meu pai não vai morrer, meu avô não morreu. Por mais que você queira a minha morte, meu bem, não sei bem se é algo que posso lhe dar, me desculpe. O que pára de se mexer e se transforma em comida para vermes não somos nós, brasileiros, seres humanos dotados de capacidades surpreendentes de se auto-anestesiarem e suportar a tudo como patetas, mas um pedaço de carne inanimada. Morrer não é um verbo. Não é algo que alguém possa fazer, como comer ou foder ou escrever. Não existe a morte, assim como não existe o verbo morrer. É tudo uma verborragia sem sentido. Será que dá pra entender?

O que causa temor é a mentira, o falso, a ilusão de que um dia você vai morrer. Esqueça isso, só a Verdade liberta. E você não vai encontrá-la nos livros de sociologia, meu querido, muito menos em ondas de cogumelos. Talvez seja melhor fazer Yoga com o mestre de rose, talvez isso seja melhor para você.

7 comentários:

HELMO disse...

A reflexão sobre a morte é interessante, apesar de injusta. Que morram não só os petistas, mas o pmdbistas, os tucanos,enfim todas as facções partidárias. Chega de partido...Algo inteiro e pleno! E que a nossa Irmã Morte seja bem acolhida.

Ju disse...

Ah masd existe a morte dos sonhos, essa é verdadeira e talvez a mais triste de todas... Bjos!

Anônimo disse...

que bla bla bla.... a morte é seu calcanhar de aquiles meu querido.
é meu bem, nada está bem.
o que te faz pensar que você não é ocidental? seu pseudonimo?
você é o mais ocidental dos ocidentais. o mais burguês dos burgueses.
você, meu querido, é um grande BLEFE!

kurosawa disse...

HAHAHAHA! Esse foi o melhor comentário já escrito. Quem será que o escreveu? Se foi o sr. poeta, palmas pra você, caro amiguinho. Mas suspeito que tenha sido meu amiguinho que vive debaixo da terra, comendo cadáveres... Até tu, Brutos? Que decepção, nem pra assumir sua identidade. É uma vergonha!

Anônimo disse...

os comentários são mais interessantes que os textos... e que papo é esse de identidade seu japonês coreano?
as ameixas são mais bonitas no mercadão de madureira ou no hortifruti do leblon?
será que você poderia me fazer um favor? me deixa sorrir sem pensar nas ameixas por favor! eu imploro! me deixa sem as ameixas! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Anônimo disse...

Tu vai é tomar uma ameixa bem no meio do teu cu seu safado

Anônimo disse...

como as ameixas podem provocar tamanho alvoroço nesse cemitério de mágoas...