terça-feira, fevereiro 05, 2008

A dignidade da Crise e o processo obscuro do Tao

Vamos mais uma vez tentar restaurar a dignidade da Crise e curar de vez nossas feridas narcísicas provocadas pela auto-desvalorização de nossos processos internos que, sendo muito mais reais do que os acontecimentos externos e mundanos, dão verdadeiro sentido e regem nossas vidas e experiências.

Gabriel possui o espírito dos grandes guerreiros e verdadeiros filósofos que, não acreditando no que vêem como sendo a realidade última e inquestionável, duvida do que lhe é imposto por qualquer autoridade exterior (inclusive pelos seus órgãos) e sei que morreria pelas suas convicções como Cristo na cruz - "Senhor, ponho meu espírito entre Tuas mãos". É fiel às suas intuições e sentimentos e age movido pelo coração e apenas por ele. Tudo o que faz no sentido de se enquadrar no sistema não deve ser interpretado (mesmo por ele mesmo) como covardia ou traição à sua verdade. É apenas uma parte do doloroso processo de seu aprendizado. Sabe que faz parte do mundo e que deve se interessar pelas coisas do mundo. Caso contrário, ficaria perdido no reino mágico de suas fantasias e não cumpriria sua missão na terra. O que nos resta é esperar o desabrochar da totalidade de sua potencialidade. Tenho a certeza que nós que estamos em sua volta nos orgulharemos de estarmos por perto quando sua grande onda vier e podermos testemunhar sua beleza que já se mostra para quem possui a capacidade de ver.

Kurosawa não é nenhum santo mas não acredito mais em explodir velhinhos e favelas. Não sou tão corajoso como Gabriel mas possuo o mesmo espírito dos grandes heróis ainda latente em minha carapaça medrosa e covarde. Sou o mergulhador das profundezas (como maravilhosamente expressou meu amigo) onde quase ninguém tem a coragem de ir e sei que preciso voltar para ensinar ao mundo o que vi. "Tenhamos a necessária paciência e ao mesmo tempo absoluta impaciência!" Um dia morrerei e renascerei como Hélio, o deus sol!!!

Nós, filhos da pseudo-revolução, acreditamos que somos os responsáveis pelo renascimento da verdade e por enterrar de uma vez por todas tudo o que é ilusão e erro. Quanta pretensão e responsabilidade! Tiremos o peso do mundo de nossas costas e vivamos de acordo com nossas verdades. Acho que isso já basta.

Mude quantas vezes quiser o nome do blog. A verdade é uma só. Falemos dela por quantos nomes quisermos dar à ela.

4 comentários:

Gabriel disse...

obrigado meu grande amigo

leo disse...

Os portugueses são esplêndidos. Nunca chegaram a um continente sem saber aonde estavam. Criaram um povo magnífico, miscigenado, graças a seu apetite sexual. Mas quando cheguei lá, só vi preconceito. Até os espanhóis me perguntavam se não percebia o preconceito deles. Fiquei chocado. Quanto a serem eles os maiores traficantes de escravos da história, sugiro que acredite em mim ou estude um pouco mais. Baseado em que você duvida do que digo?

Anônimo disse...

Aí Dudu: você está ficando totalmente maluco.

léo disse...

Dudu, me mande seu e-mail, para eu poder te enviar o convite para o lançamento. Meu e-mail é leopoeta@gmail.com.