quinta-feira, julho 05, 2007

Seu babaca!

Pai, o que você fez, pai? O que você fez? Pai... O que você fez? Pai?
- CALA A BOCA, MOLEQUE!
- Po, paiê. A mamãe me falou que eu devia dar valor aos meus sentimentos, são eles que importam...
- BESTEIRA! VAI ESTUDAR!!
- Po, paiê! Estudar estas merdas?!!! Só me ensinam porcaria... Eu vou virar um idiota...
- VAI LOGO, PORRA!
- Pô, paiê!
- VOCÊ QUER FICAR IGUAL AO LULA? HEIN?! É ISSO QUE VOCÊ QUER? VIRAR UMA BESTA?
- Pô, paiê... Também não é assim...
- CABEÇA DE MELÃO!
- Poxa pai... E os meus sentimentos?
- BESTEIRA! VAI ESTUDAR!
- Pô, paiê... Eu queria jogar videogueime agora...
- VIDEOGUEIME?!
- É... Super Nintendo... É irado...
- VAI TOMAR UMA SURRA SE CONTINUAR ASSIM, MOLEQUE!
- Não, pai! Não me bate!
- ENTÃO VAI LOGO!
- Não grita pai...
- EU NÃO ESTOU GRITANDO!!! ME PASSA O SAL!
- Toma...
- MERDA! MINHA VIDA É UMA MERDA!
- Desculpa...
- MERDA!
- Se eu for infeliz você fica feliz?
- IDIOTA!
- Desculpa... Obrigado, pai... Não desiste de mim, paiê...
- MERDA!
- Desculpa...
- ME PASSA O AZEITE!!!
- Toma...
- PASSA DIREITO, DÉBIL MENTAL!
- Desculpa...
- MERDA!
- Paiê...
- PORRA!
- Meu pau tá doendo...
- FODA-SE!
- Meu pau tá caindo pai...
- FODA-SE! FODA-SE! FODA-SE!
- Paiê... Acho que eu sou gay, pai...
- FILHO DA PUTA!
- MERDA!
- AHN?! O QUE QUE VOCÊ DISSE, MOLEQUE?
- PORRA!!!
- ...............
- MERDA! MERDA! MERDA!
- ...............
- PORRA! MERDA! TSC! PORRA!
- ..............
- MERDA! MERDA! MERDA!
- ..............
- ..............
- ..............
- ..............
- Filho...
- MERDA!
- ....
- Filho... Eu te amo, filho...
- FODA-SE! MERDA! PORRA! MERDA! FODA-SE!POOOOOOOOOOOOORRRRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

6 comentários:

Anônimo disse...

Rapaz, você tem problemas...

helmo disse...

há qto tempo eu não passava por aqui...e deparo-me como uma crise familiar. Briga de pai e filho.
Crisis... vem do grego...junção de dois nomes Cris e Isis...cuja conexão pega fogo...
Eta Kurosawa, só Freud pra ti...

Anônimo disse...

tá na hora do filhinho sair debaixo da sainha da mamãe...

leo disse...

Obrigado pelo elogio. Ainda bem que você não foi naquele CEP: errei tudo, fiz a maior merda lá.
aquele abraço

Léo disse...

Mexi no poema sobre a velhice. Dá uma olhada.
abraço grande

Gabriel Queiroz disse...

tá tudo bem agora?